O governo da Malásia o quê?!

Saudades? A minha inspiração esteve em “quarentena”, mas acho que regressou em bom!

Ora então, título: “Gorverno da Malásia, pediu às mulheres para não serem chatas durante o surto. Agora, vem pedir desculpas.”

Ao que consta, o governo promoveu uma campanha, para que durante o surto e consequente quarentena, as mulheres não fossem chatas para com os senhores seus esposos/companheiros e, imaginem, para se continuarem a maquilhar, mesmo estando em casa.

Pediram o quê aos homens? NADA. NADINHA. NICLES. ZERO.

Tenho assim, umas coisinhas a dizer aos senhores da Malásia. E não vou ser meiguinha.

1. Senhores, sois uns grandes cabrões! INÚTEIS E ESTÚPIDOS.

2. Sexistas do caralho! Então com o mundo todo lixado, por causa do coronavírus, e vocês, acharam que bonito, bonito, era fazerem panfletos e cartazes sobre o comportamento das mulheres em quarentena?!

3. As mulheres não podem ser chatas e devem continuar a maquilhar-se, e os homens? Podem continuar a ser uns merdas como vocês, que lançaram tais diretrizes?

4. Fofinhos do raio que vos foda, deixem-me que vos diga, quem vos PARIU foi uma MULHER. Possivelmente chata, devido à quantidade de merda com que tem de lidar diariamente.

5. Lembraram-se de fazer propaganda para facilitar a convivência em quarentena familiar, e só se lembraram que as mulheres são chatas. E feias. Aparentemente lá para os lados da Malásia! Então e a violência doméstica? Não existe desse lado do mundo?

6. Não vos ocorreu, em vez de pedirem às mulheres para não serem chatas e feias, sei lá, oferecer ajuda, às que estão debaixo do mesmo tecto de um agressor. Em quarentena. Fechadas 24h/7. Ou são daqueles, que acham, que se as mulheres não forem chatas e estiverem maquilhadas, não há motivos para levarem no focinho? Seus merdas.

Se há coisas que me tiram do sério, e me deixam em nervos são estas notícias. São estas pessoas.

O coronavírus é um grande filho da puta, que não me deixa sair de casa, nem ver os meus, mas o mundo está minado de uma filha da putice ainda maior. O ser humano.

Se sairmos disto todos iguais, está tudo muito errado. Temos de sair melhores. E para isso, temos de educar o ser humano a ser isso mesmo, HUMANO. Porque a julgar por notícias destas, continua tudo igual, mas em casa.

Senhores da Malásia, um pinheiro no cú, era pouco! Quero é que vos cresça um Pinhal de Leiria vezes 100.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.