Big Brother, a revolução?! Sandra, com a verdade me enganas…

Malta, vamos lá só esquecer o mestre dos búzios, por um artigo, e falar da mãe Sandra.

Então não é que a mãe Sandra, em conversa à mesa, diz para o Renato: “Tu queres ver que ainda me vou apaixonar por ti?!”. E depois, logo de seguidinha “Ah estou a brincar. Estou a brincar”.

Amiga, a brincar a brincar… já vi coisas começarem por menos.

Mas para vos pôr a par, caso não sigam o BB, o Renato está apaixonado pela filha da Sandra e vice-versa. Só que ainda não sabem! Ou melhor, sabem, mas estão naquele jogo inicial, do cão e do gato. E como 20 e poucos anos, não me parece estranho!

Estranha, é a conversa da mãe Sandra.

Já assisti a alguns filmes e creio que novelas, com esta cena. Mãe e filha apaixonadas pelo mesmo moço.

E não é que não goste do Renato, mas não é nenhum Brad Pitt, para ter mãe e filha apaixonadas por ele. E em menos de 2 semanas. Moço, és valente. Coragem para esse andamento todo.

Com a verdade me enganas, querida Sandra. Já ouço dizer há muito.

Agora também não sei, que raio viu o Renato na filha da Sandra, a Jessiquinha, que tem 20 e poucos anos, aparenta 15. Chora de manhã à noite. E quando não está a chorar, está a chorar. Parece a ribeira da minha terra em dias de chuva.

Já a mãe, uma quarentona, tem tudo no sítio, menos a inteligência. Não tem argumentos nenhuns que prestem. Não se aproveita nada do que diz. Está sempre cansada e com sono, mas isso, também eu, e sou mai’nova, vá! Mas não tem suminho nenhum. E como se não bastasse, ainda diz uma “brincadeira” destas em directo, com todos à mesa, incluindo a filha, que já vos disse, choraaaaaaaaaaaa por tudo e por nada! Agora, pensem… o que isto aqui se vai dar.

A brincar ou a sério, querida Sandra, tens a miúda toda enamorada do grandalhão, sabes que ela chora a toda a hora. Sabes que sofre de amores. E vais dizer uma merda dessas? Não era suposto, a mãe proteger a cria?

Para além disso, tens o aka, aka, aka cá fora à tua espera melhere. Um homem como tu gostas, que te paga tudo. Deixa lá os gaiatos sossegados . Não te ponhas em caminhos apertados.

Jessiquinha, fofinha, tu faz-te à vida. Deixa lá de chorar por tudo e por nada. E abre o olho, amore. Que se não for a tua mãe, há-de ser outra qualquer. Mas sim, antes outra qualquer. Dass.

A ti, Renato, filho, faz-te de morto. Não respira. Não fala. Não olha. Não toca, na mãe Sandra, sob pretexto algum. Sabes porquê? Sobra pra ti. Tu é que vais ser o mau da fita. Tu foge moço. Tu foge, enquanto tens tempo. Escuta o que te digo.

Boa sorte.

One thought on “Big Brother, a revolução?! Sandra, com a verdade me enganas…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.